FESTAS TRADICIONAIS DO MÊS DE JUNHO

A origem das festas juninas ( que  antes eram conhecidas por festas joaninas ), no Brasil se deve aos jesuítas portugueses, aos costumes indígenas , caipiras e africanos,à  celebração de três  santos católicos , aos  pratos com alimentos nativos e regionais.

As festas juninas homenageiam três santos católicos: Santo Antônio (no dia 13 de junho), São João Batista (dia 24) e São Pedro (dia 29). Santos estes que , com todo o respeito , são conhecidos como “  santos fogueteiros “ pois nos festivos  juninos há muito balões , foguetes e danças marcadas , chamadas de quadrilhas.

No entanto , as festas joaninas  surgiram  no período pré – gregoriano como festas pagãs em comemoração da fertilidade da terra que produzia  boas colheitas no solstício de verão . Inicialmente elas ocorriam no dia 24 de junho ,dia consagrado , pela Igreja Católica , a São João Baptista . Essas festas eram conhecidas como Festas Joaninas .

A Igreja Católica adotou o nome de joaninas   para homenagear João Baptista , porém , mais tarde elas passaram a serem denominadas de festas juninas .Imagem relacionada

João Baptista nasceu na Judeia ( ano 2 A.C. ) e morreu no ano 27 D.C. .

De acordo com o Evangelho de São Lucas , ele era filho do sacerdote Zacarias e Isabel , prima da Virgem Maria . Os cristãos ortodoxos o consideram o precursor de Jesus Cristo .

O seu nome João significa ” Deus é propício ” e o seu apelido “Baptista ” foi devido ele pregar o batismo para todos os seres humanos . Ele batizou muitos judeus , gentios e até mesmo o próprio Jesus.  É o único santo cujo nascimento (24/6 ano 2 A.C. ) e o martírio (29/08/ano 27 D.C. ) são comemorados em duas solenidades  pelos cristãos .

João Baptista é o único santo, além da Virgem Maria, de que se celebra o nascimento tanto para a terra, quanto para o céu. Segundo os evangelhos, é o maior dos profetas (Lc 7, 26-28), porque pôde apresentar o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (Jo 1, 29. 36). Sua vocação reveste-se de acontecimentos extraordinários, repletos de júbilo messiânico, que preparam o nascimento de Jesus (cf. Lc 1, 14. 58). João é precursor de Cristo pela palavra e pela vida (Mc 3, 11).

O nascimento de São João Batista é um feriado importante no calendário dos santos, mantido pelas Igrejas CatólicaAnglicana e Luterana. No rito romano ele é celebrado como uma solenidade desde 1970 e como uma festa de primeira classe na forma do rito vigente até 1962. Ele tem precedência sobre o domingo se cair em um. As igrejas reformadas e igrejas livres dão menos proeminência para esta festa.

Na Igreja Ortodoxa e em outras Igrejas Orientais, São João Baptista é geralmente chamado de São João, o Precursor.

 Este título indica que o objetivo do seu ministério era preparar o caminho para o advento de Jesus. No oriente também, o dia de São João é celebrado em 24 de junho. É uma festa maior e é celebrado como uma vigília de noite inteira e com uma pós-festa de um dia.

 

 

Resultado de imagem para santo antonio

 

No dia 13 de junho, comemoramos a vida de um dos santos mais conhecidos do Brasil: Santo Antônio.
Muito venerado  por sua fama de “casamenteiro” e protetor dos pobres . que ao nascer em Lisboa recebeu o nome de Fernando, desde pequeno se dedicava a fazer orações pedindo proteção à Deus. Era de família rica, de sobrenome Bulhão/Bulhões, mas por volta dos 15 anos de idade abriu mão dessa vida e entrou para um convento da ordem agostiniana e aos 20 anos ingressou na Ordem dos Franciscanos.

Tornou-se franciscano em 1220 e viajou muito, vivendo inicialmente em Portugal, depois na Itália e na França, retornando posteriormente à Itália, onde encerrou sua carreira.

A saúde de Santo Antônio foi sempre muito debilitada e por conta disso teve que se recolher em um convento perto de Pádua e lá ficou até os seus últimos dia. Enquanto esteve ali, escreveu muitos sermões que posteriormente seriam publicados. Antônio morreu em 13 de junho de 1231 após uma grave crise de hidropisia e foi canonizado apenas 11 meses após a sua morte pelo Papa Pio XII.

Tinha grande cultura, documentada pela coletânea de sermões escritos que deixou, onde fica evidente que estava familiarizado tanto com a literatura religiosa como com diversos aspetos das ciências profanas, referenciando-se em autoridades clássicas como Plínio, O VelhoCíceroSénecaBoécioGaleno e Aristóteles, entre muitas outras. Lecionou em universidades italianas e francesas e foi o primeiro Doutor  franciscano da Igreja. São Boaventura disse que ele possuía a ciência dos anjos.  Santo António é o padroeiro da cidade de Lisboa, sendo também o padroeiro secundário de Portugal. É igualmente padroeiro da cidade italiana de Pádua.

 

Imagem relacionada

 

São Pedro nasceu em Betsaida, um pequeno vilarejo às margens do lago de Genesaré, ou Mar da Galiléia, no norte de Israel. Seu nome de nascimento era Simão. Quando conheceu Jesus, Simão era casado (os Evangelhos falam da cura da sogra de Pedro) e morava em Cafarnaum, importante cidade às margens do lago de Genesaré. Era filho de Jonas e tinha um irmão, André. Este foi quem o apresentou a Jesus. Os dois se tornaram discípulos de Jesus e mais tarde apóstolos. São Pedro era pescador e possuía um barco, em sociedade com seu irmão. Ambos trabalhavam no Mar da Galiléia, um lago de água doce formado pelo Rio Jordão, na região da Galiléia em Israel.

O chamado de Jesus a São Pedro

Quando Jesus conheceu Simão, disse a ele uma frase que mudaria sua vida: Você será pescador de homens. A partir daí, Simão começou seguir Jesus. Num determinado momento, Simão confessou a Jesus: Tu és o Messias, o Filho de Deus. Por isso, Jesus disse que, daquele momento em diante, seu nome seria Pedro, Cefas, Kephas em aramaico, palavra que significa Pedra.  Mais tarde o significado disso ficou claro: Pedro foi o primeiro Papa da Igreja, tornou-se a Pedra onde a Igreja encontra sua unidade.

Negações de São Pedro e perdão de Jesus

Quando Jesus foi preso no Horto das Oliveiras, pediu que seus discípulos fossem liberados. São Pedro foi liberado, mas seguiu Jesus de longe, às escondidas. Levaram Jesus preso ao Palácio de Caifás. Pedro e João entraram no pátio palácio e ficaram ali esperando o desfecho de tudo.

No pátio, alguns reconheceram São Pedro e perguntaram se ele era um dos discípulos de Jesus. Por três vezes, porém, Pedro negou e o galo cantou, como Jesus havia profetizado: Antes que o galo cante, tu me negarás três vezes. Pedro chorou amargamente, arrependido. Quando Jesus ressuscitou e apareceu aos discípulos às margens do Mar da Galiléia, ele se dirigiu a Pedro e perguntou se Pedro o amava.

Jesus perguntou isso por três vezes. Pedro respondeu que sim as três vezes. Foi uma forma de Jesus curar o remorso no coração de Pedro por causa das três negações que tinha feito de seu Mestre. Jesus o perdoou e, em seguida disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas.

As chaves do Céu

 

Quando Jesus deu a São Pedro a missão de ser líder da Igreja, disse a ele: tu és pedra, e sobre essa pedra edificarei a minha igreja. Pedro era um homem simples, extrovertido, falava sem pensar. Por outro lado, era acostumado às dificuldades da vida de pescador. Mas depois de três anos seguindo Jesus, e depois da receber o poder do Espírito Santo em Pentecostes, Pedro se tornou um grande líder, um apóstolo, palavra que quer dizer enviado.

Depois de Pentecostes, São Pedro reunia multidões em suas pregações. Ele tinha o dom da cura de tal forma que as pessoas queriam tocar em seu manto, ou passar sob sua sombra para que fossem curados e libertados, como nos atesta o livro dos Atos dos Apóstolos. Ele escreveu duas cartas que estão no novo testamento, animando e exortando a Igreja nascente.

São Pedro, o primeiro papa

Depois de Pentecostes, Pedro passou a ser um evangelizador por todos os lugares onde passava. Sua autoridade como o líder da Igreja nascente sempre foi respeitada e atestada por vários documentos da Igreja. Nunca foi questionada. De fato, São Pedro assumiu as chaves da Igreja e seus sucessores, os Papas, são continuadores de sua autoridade e de sua missão dada pelo próprio Jesus cristo.

Devoção e morte de São Pedro

Por pregar o Evangelho destemidamente, São Pedro foi preso várias vezes. Uma vez, em Jerusalém, um anjo de Deus o libertou da prisão passando por vários guardas. Depois de evangelizar e animar a Igreja em vários lugares, Pedro foi para Roma. Lá, liderou a Igreja que sempre crescia, apesar das perseguições.

Assim, os romanos descobriram seu paradeiro, prenderam-no e condenaram-no à morte de cruz por ser o líder da Igreja de Jesus Cristo. No derradeiro momento,São  Pedro pediu para ser crucificado de cabeça para baixo, por não se julgar digno de morrer como seu Mestre.

Seu pedido foi atendido e ele foi morto na região onde hoje é o Vaticano. Seus restos mortais estão no altar da Igreja de São Pedro em Roma. A festa de São Pedro é celebrada no dia 29 de junho.

 

 

FONTE: GOOGLE

 

VIRGINIA LEITE

 

Anúncios

Sobre vileite

Sou uma pessoa amiga e confiável !Sou contra todas as formas de opressão e comunismo . Acredito na justiça divina que não falha nunca!
Esse post foi publicado em DATAS ESPECIAIS e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para FESTAS TRADICIONAIS DO MÊS DE JUNHO

  1. Bia Perez disse:

    Adoro esta época de Festa Junina. Gostei de ler sobre elas. Bjs

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s