O ORGULHO

Considero o orgulho como um sentimento de duas facetas , a saber :

1 –  Orgulho é um substantivo masculino com origem no termo catalão orgull que significar altivez, brio, pundonor, dignidade .

2 – Orgulho , no sentido pejorativo , é um sentimento egoísta, admiração pelo próprio mérito, excesso de amor-próprio; arrogância, soberba e vaidade .

A palavra orgulho pode ter uma conotação positiva ou negativa, dependendo do contexto e do sentimento que representa.

Quando o orgulho se refere à dignidade de uma pessoa ou ao sentimento positivo em relação a outro indivíduo, o orgulho é um sentimento positivo.

Quando o orgulho se transforma em soberba, arrogância e desprezo por outra pessoa , torna-se um sentimento negativo .

Pessoas que usam o orgulho de forma negativa , isto é , como um defeito , eu as considero como indivíduos que devem ter recalques ou alguns outros complexos  que só servem para atrasar sua evolução pessoal  e  espiritual ; pessoas que , por não terem conseguido concretizar seus objetivos na vida , tornaram-de amargas e fracassadas ; seres que , uma vez seus sonhos e quimeras desfeitos pela mão do destino , muitas das vezes cruel e implacável , procuram na “superioridade “, no desprezo , na soberba , na arrogância e na inveja (  orgulho negativo ) menosprezar e atormentar a vida das demais pessoas ao seu redor . Pessoas assim merecem toda a nossa compaixão , pois não têm coisas muito importante em nossas vidas : amor pelo próximo, paz interior , equilíbrio emocional ,consideração e respeito tanto por si como para com os demais e gratidão pela vida .

Segundo o Cristianismo , o orgulho é um dos Sete Pecados Capitais . Acautelemo´nos !!!

Aproveito o ensejo para indicar o livro ” ORGULHO E PRECONCEITO ” que  é um famoso romance da autoria da escritora britânica Jane Austen, publicado pela primeira vez em 1813. Posteriormente foi adaptado para o cinema.

Nesse livro  que é considerado por muitos um dos melhores romances da literatura mundial, é possível acompanhar a personagem principal Elizabeth Bennet, que enfrenta vários desafios culturais em uma sociedade baseada na aristocracia, na Inglaterra do século XIX.

          

      VIRGINIA LEITE  (1958 – ATUALIZADO)

Anúncios

Sobre vileite

Sou uma pessoa amiga e confiável !Sou contra todas as formas de opressão e comunismo . Acredito na justiça divina que não falha nunca!
Esse post foi publicado em Livros e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

9 respostas para O ORGULHO

  1. Oliveirawa disse:

    Virginia, orgulho-me sempre, em poder apreciar artigos de grande utilidade como este! Parabéns uma vez mais pela focada pontuação, e pela oportunidade oferecida a todos nós! Abraço.

    Curtido por 1 pessoa

  2. vileite disse:

    BELA TARDE !
    Quanto ao que você disse é bem verdade sempre tenho o cuidado de escolher o meu material e transcrevê-lo de forma que todos entendam .

    Curtido por 2 pessoas

  3. Marilene Marques disse:

    Olá Virgínia, que excelente e cuidadoso artigo. Vejo a sua facilidade em escrever de forma profunda e bem objetivamente. Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

  4. VIVIMETALIUN disse:

    Muito bom o texto deu para entender que nesse caso temos aí dois tipos de orgulho aquele de fato positivo e o negativo.Muito bom VILEITE 😀

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s