MEU DEVANEIO!…

DEVANEIO

Dia dezesseis…dia de festa …mês : dezembro …

Melhor festa na minha vida … A lua brilhante …

Quinze para as dez horas ; enfim chegaste , bem me lembro …

Dançamos … e não me esqueço daquele belo instante :

você cantando ao meu ouvido  ” Besame mucho “…

Eu , rosto colado ao seu rosto muito amado …

E bailamos o resto da noite … Par constante …

Desejei que tu tiveste me beijado ,

mas , perto de mim , tu eras sempre cavalheiro

porque entre nós havia um alguém terceiro .

Depois , lembro – me muito bem ,

nós dois de braços dados , bem juntinhos …

Um sofá … um lugar … não havia mais ninguém …

Quantas coisas nos dissemos … e , bem juntos os dois ,

não resistimos  e deu – se o tão esperado beijo ! …

E nos esquecemos da festa depois …

E a cada novo beijo

maior era o nosso desejo …

E mais beijos dávamos pois …

Embora numa festa … estávamos a sós ! …

Não víamos mais ninguém , além de nós …

Só havia nós dois , somente nós dois ,

não nos importava o resto pois …

Tu me fizeste declarar

que eu sempre iria te amar ! …

Depois perguntaste : ” E se falhar ?”

” Se eu não puder retribuir

o sentimento que a você eu inspiro ? ”

E eu disse : “Não hei do meu amor fugir ,

aconteça o que acontecer !”

” O que eu sinto por ti é todo o meu viver !”

Sei bem que em toda a minha vida

eu não poderei nunca esquecer

a tua imagem assaz querida !…

Tu então falaste : ” Mas , se eu amanhã fugir

envergonhado destes nossos momentos

com você aqui … não sou livre … e quiser partir ,

deixando você com mil tormentos? ”

Eu falei : ” Continuarei a estudar e a trabalhar ,

farei tantas coisas que não terei tempo de nisso pensar !…”

De novo perguntaste : ” Então conseguirá me esquecer ?”

Eu respondi : ” Não poderei pois tu és a razão do meu viver !…”

Tu disseste : ” Obrigado amorzinho e me beijaste …”

Silêncio… depois tu falaste:

” Vamos esperar e ver se tudo

isto não é “fogo de palha “.

E eu disse ; ” da minha parte não é; contudo

de ti , talvez … Creio que naquele dia

houvesse em ti grande necessidade

de carinho e beijos sinceros porque tu sofrias

como eu também , por causa da cruel realidade…

Eu gostava e ainda gosto imensamente de ti ,

tu gostavas  de um certo “alguém “,

mas esse “alguém” não sentia por ti nem um bem …

Aí me disseste que tentara

fugir de mim … porém agora

não tivera mais força e falhara …

Tu nada me prometias

mas que , talvez um dia ,

quem sabe ? pudesses dizer :

” Meu amorzinho , vida inteirinha !…”

E eu confiei em ti e te beijei …

Tu me beijaste , nós nos beijamos ! …

Lá dentro a festa não nos entretinha …

O mundo para nós não existia…

E eu dei a ti o amor que em mim havia

como nunca antes a alguém amor eu dei !…

E o elo que nos unia

se manteve firme e forte ,

ultrapassando até a morte ! …

VIRGINIA LEITE ( 1962 )

Anúncios

Sobre vileite

Sou uma pessoa amiga e confiável !Sou contra todas as formas de opressão e comunismo . Acredito na justiça divina que não falha nunca!
Esse post foi publicado em POESIAS e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

8 respostas para MEU DEVANEIO!…

  1. marilene marques disse:

    Que bela história de amor contada em versos!!!

    Curtido por 2 pessoas

  2. Oliveirawa disse:

    Parabéns Virginia! Seus versos demonstram de forma muito singela, uma verdade de poucos que aqui passaram (na vida) e tiveram esse privilégio…rsrs

    Curtido por 1 pessoa

  3. eigentumerdergeist disse:

    Impressionante! Parabéns!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s