SÓ !…

CRÉDITO DA IMAGEM : GOOGLE

Só ! Jamais um vocábulo conteve tanto brado e tanta intensidade !…

Estou sozinha , com a existência atormentada desde aquele dia nefasto e hediondo  : o dia da nossa triste despedida !…

Sim , deves saber muito bem como mataste o meu amor ardente , com algumas frases sem nexo , porém , que me pareceram naquele momento , tão poderosas , tão terríveis e tão indestrutíveis .

Eu te amava de uma forma indefinível  e julgava , ingenuamente , que aquele amor era infalível  porque eu vivia num mundo de sonhos inefáveis e  de quimeras inocentes !…

Um dia , entretanto , tu te incumbiste de me trazer de volta à realidade dura e trágica , desiludindo – me , talvez , para sempre . Sim , lembro – me perfeitamente de tudo Lembro – me de tuas palavras trêmulas , cruéis e amargas ; do teu embaraço , quase jocoso ao tentar explicar – me o porque da tua resolução tão súbita quanto tão dolorosa para mim.

Naquele dia eu estava mais feliz do que nunca e te esperava sorridente , no nosso banco preferido da nossa pequena praça . Em volta de mim tudo era fantasia , alegria, felicidade e amor !…

De repente , eu te vi caminhando na minha direção e meu coração bateu mais forte. Sentaste silencioso ao meu lado mas eu nada notara de diferente porque eu estava por demais feliz . Eu falava , eu ria , eu te acariciava o rosto , eu te beijava na fronte e nada de estranho eu notava em ti . Somente quando me beijaste mais longamente  do que o costumeiro porém , sem o mesmo sabor  e emoção dos outros beijos e quedaste silencioso, foi que eu percebi que alguma coisa de ruim estava para acontecer e tremi de medo .

Tu também tremias e , de cabeça baixa , com voz trêmula , a fronte banhada de suor , apertando as mãos nervosamente tu começaste a falar tudo o que tinhas para me dizer e pediste – me também para te perdoar e te compreender porque o amor que sentiras por mim não tinha sido verdadeiro  e  por isso , tu preferias  me desiludir   a me enganar . Suplicaste ainda que eu procurasse te esquecer !…

Emudecida , tudo eu ouvia mas não queria acreditar no que me dizias e eu pensava ” não, isto não é verdade , não pode ser verdade , eu não quero que seja verdade !… ”

Não obstante era pura e dolorosa verdade e novamente eu pensava : ‘ por que justamente tu , a quem eu colocara num pedestal tão alto , tu ,  a quem eu amava sinceramente , tinha vindo destruir o meu mundo encantador e feliz?… ”

Sim , o meu céu e o meu mundo tão felizes e risonhos e que brindavam  teus olhos , teus lábios e tuas vontades , estavam , agora , completamente destruídos , talvez , para sempre !…

Eu ainda ouvi quando tu me pediste para prometer que eu  faria o impossível para te esquecer .  Como uma sonâmbula , apenas murmurei : “Não é possível , pelo menos por agora !”

Entretanto por dentro eu dizia e até hoje digo a mim mesma , todos os dias , como se fosse uma oração sagrada : ” Querido , levar – te – ei sempre em mim , onde quer que eu vá ou me encontre , amor !… ”

VIRGINIA LEITE ( 1956 )

Anúncios

Sobre vileite

Sou uma pessoa amiga e confiável !Sou contra todas as formas de opressão e comunismo . Acredito na justiça divina que não falha nunca!
Esse post foi publicado em CONTOS E CRÔNICAS e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para SÓ !…

  1. vileite disse:

    Tenha uma bela noite ! Obrigada !😍

    Curtir

  2. Triste, dramático , mas lindo!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s